Faça a sua reserva
+ 55 (47) 9 9112-5200
soon-873316_960_720.png
  • PINTEREST
  • YOUTUBE
  • FACEBOOK
  • INSTAGRAM
  • FLICKER
laluna_ok.png
villa_caju_logo.png
FIBROARTE.png

A História

Uma trajetória de união e amor à natureza

Ainda no Verão de 1980, um casal argentino decidiu passar férias no litoral catarinense com dois filhos adolescentes. Mal sabiam eles que esta viagem seria o início de uma grande paixão e de uma mudança radical na história de toda a família. A partir deste momento, as praias de Santa Catarina se transformaram no destino predileto da família nos verões. 

 

Passados apenas seis anos, em 1986, com coragem e paixão o casal sonhador decidiu comprar um pedaço de terra numa praia desconhecida, de difícil acesso, porém bela, inexplorada e virgem. Foi assim que David e Kitty transmitiram logo cedo para os filhos o amor pelo mar, pela natureza e, claro, pelos grandes desafios.

 

Tudo começou por duas cabanas, construídas com esforço numa extensa área de mata nativa de frente para o mar. Sem saber, eles estavam sedimentando as bases do que seria a primeira pousada das praias agrestes do Sul de Balneário Camboriú. Sem querer, estavam descobrindo algo que mais tarde ficou conhecido como ‘sustentabilidade’. O projeto inicial de Kitty previa logo de início o respeito e a integração à mata, como a consigna mais forte.

 

Tempos difíceis

 

Os anos 80 foram tempos duros: inflação, incertezas políticas e econômicas colocaram em risco o projeto. As longas distâncias não ajudavam e tornavam tudo mais difícil ainda.

 

Foi o filho mais velho, Alejandro, o primeiro a decidir assumir a briga. Terminando a faculdade, em julho de 1993, chegou à praia do Estaleiro no feriado de 7 de setembro. Com cuia e o projeto na mala, contava com o apoio de toda a família e por isso estava decidido a fincar raízes.

 

Aos poucos, o resto da família foi também se animando. Alejandro casou-se e trouxe Eliana para esta nova vida. Logo depois vieram David e Kitty, ao se aposentarem, e finalmente Denisse, a irmã caçula. Todos estavam juntos no mesmo barco e luta.

 

Uma década de trabalho duro passou, porém, o apoio da família, sempre unida, deu o suporte necessário para manter o projeto firme. A alegria veio dobrada, quando os dois primeiros nativos do Estaleiro chegaram ao mundo: Ornella (1998) e Alain David (2000), inaugurando a primeira geração brasileira. Logo viria o terceiro, até hoje o caçula da família: Marco Demian, filho de Denisse.

 

Sem pressa, porém sem pausa, aquelas duas cabanas iniciais foram se transformando num charmoso complexo turístico. Assim como o mundo externo, o mundo interno foi também se transformando: a internet abriu as portas para o mundo e o mundo veio até nós. A vocação pela hospitalidade, a profissionalização e o amor pelo trabalho e pelo espaço foram sempre as estrelas guias que iluminaram o caminho.

Bases sólidas para o futuro

 

Impossível resumir em poucos parágrafos os mais de 30 anos de história. Paixões, aventuras, experiências, risadas, amigos, arte, música, vinho, sal, e muito mar. E como se isso bastasse, tem ainda o futuro! Sim, um futuro que não pode ser menos do que promissor, pois as bases são muito sólidas: respeito, amor à natureza, excelência que vem do âmago, integridade e o prazer de estarmos fazendo sempre aquilo que gostamos, aquilo que há muito tempo aprendemos a amar. 

 

Gratidão a todos aqueles que fizeram parte de nossa história. Gratidão a todos os que fazem hoje parte de nosso presente. Todos, sem dúvidas, nos ajudam a construir, com cada grão de areia, um mundo mais amável e um futuro melhor. E a quem ainda não nos conhece, sejam bem-vindos ao nosso mundo!

Clique 2 vezes  sobre as fotos para ampliá-las